Avião da Air France cruza com enorme OVNI acima de Paris

24/11/2017 20:03

OVNI de aproximadamente 300 metros se aproximou perigosamente de um avião da Air France antes de desaparecer. O objeto foi captado em radar e avistado por piloto, copiloto e comissário de bordo.

 
 
- Voo 3532 da Air France (incidente)
 
Em 28 de janeiro de 1994, o capitão Jean-Charles Duboc estava fazendo uma rota de Nice, França para Londres. Durante o voo, quando o avião estava perto de Paris voando a 12.000 metros, o capitão avistou uma nave totalmente fora do comum. 
 
O comissário de bordo que estava na cabine e o copiloto acharam inicialmente que se tratava de um balão meteorológico, porem logo mudaram de ideia. O objeto em questão era muito grande. 
 
Jean-Charles Duboc sobre o incidente: 
 
"Seu tamanho era enorme, era absolutamente gigantesco. Estávamos a 40 quilômetros de distancia, e a essa distancia não se pode enxergar um avião (mesmo o maior deles).
 
Todos nós percebemos imediatamente que não era um objeto comum.. Aquilo que nós estávamos vendo era totalmente diferente de um avião ou balão, era totalmente fora do normal."
 
O objeto estava se movendo na direção do avião, e quando ele se aproximou, eles perceberam algo chocante. As testemunhas estavam olhando para algo que parecia um grande disco voador. 
 
O capitão Duboc relatou que o disco não tinha contornos bem definidos, parecia que estava coberto com uma nevoa, e enquanto observava parecia que o objeto estava se inclinando 45 graus. Ele estimou o tamanho do objeto entre 250 e 300 metros. 
 
 
Jean-Charles Duboc sobre o incidente: 
 
"Depois de um minuto, ele (OVNI) ficou ficou transparente e desapareceu. O objeto foi ficando transparente gradualmente até sumir completamente do nosso campo de visão."
 
Quando o objeto começou a desaparecer o capitão Duboc, seu copiloto, e o comissário de bordo perceberam que estavam vendo algo extraordinário. 
 
Duboc imediatamente entrou em contato pelo radio com o controle aéreo no norte da França. O objeto é confirmado no radar pelo CODA (centro operacional de defesa aérea). O radar registrou a presença do objeto por aproximadamente 1 minuto, atravessando a rota do voo Duboc e o seu desaparecendo instantes depois. 
 
Jean-Charles Duboc sobre o incidente: 
 
"Eu fiquei impressionado com o evento. Isso porque eu percebi que foi algo inimaginável, foi uma coisa muito difícil de descrever. Nós não podemos imaginar uma tecnologia desse tipo... Isso deve ser levado a sério, pode ser perigoso, não podemos continuar ignorando a existência de OVNIs no nosso espaço aéreo" 
 
 
Fonte: Documentario History
 
 
Array